Fundo de investimento multimercado (FIM)

Um Fundo de investimento multimercado (FIM) pode conter diferentes ativos como ações, CDB’s, títulos públicos ou privados, câmbio e derivativos. Buscam oferecer aos investidores um rendimento mais alto que em aplicações conservadoras. Por outro lado, em geral possui um risco maior, já que está atrelado às oscilações do mercado. Um gestor competente é fundamental para alcançar melhores rentabilidades. Por ser um fundo de investimento você não tem gestão ativa sobre o portfólio, cabe ao gestor escolher a qualquer momento as melhores opções de ativos para a estratégia de fundo de acordo com o cenário econômico.

Conforme a CVM, os fundos multimercados possuem um política de investimentos que envolve vários fatores de risco, mas não existe compromisso de concentrar em algum deles ou algum ativo . Fundos de renda fixa são tidos como opções conservadoras de investimentos e os de ações, como opções arrojadas. Os multimercados costumam ser vistos como um meio-termo – com relação ao risco e ao potencial de retorno. A ANBIMA informa que tais fundos são classificados em três níveis que definem o que é característico de cada tipo de fundo multimercado, se têm investimento em ativos no exterior, moedas, câmbio, capital protegido; o prazo é característico, a estratégia de alocação, etc. 

A tributação desses fundos em sua maioria é feita como a maior parte dos fundos de renda fixa. Abaixo seguem algumas características dos fundos multimercado: é diversificado; possui gestão especializada por um profissional; flexibilidade pois não precisa seguir apenas uma estratégia de investimento; risco de pouca liquidez pois os prazos de resgate dos multimercados podem ser mais longos que os outros fundos; maior volatilidade no valor das cotas caso o fundo seja mais alavancado, ou seja, os possíveis ganhos ou perdas são ampliados;

A atuação de um gestor profissional demanda um custo, tal custo atinge diretamente a rentabilidade para o investidor. Além de que pode existir também a taxa de performance (20% do que que superar algum benchmark previamente designado, por exemplo, o CDI). Outra particularidade é que esses fundos têm regras bem específicas quanto ao resgate (sacar o dinheiro), alguns fundos podem ter períodos de carência até que o resgate possa ser feito, além de que o pagamento após o resgate poder ser feito em dez, trinta ou noventa dias, isso varia em cada fundo.

Referências 

1 – CVM: https://www.investidor.gov.br/menu/Menu_Investidor/fundos_investimentos/multimercado.html.[Voltar]

2 – ANBIMA. Cartilha de Nova Classificação de fundos https://www.anbima.com.br/data/files/B4/B2/98/EF/642085106351AF7569A80AC2/Cartilha_da_Nova_Classificacao_de_Fundos_1_.pdf. Acessado em 29/08/2020. [Voltar]

 

Deixe um comentário